FC Porto vence Bayern Munique por 3-1 e dá um passo de...

FC Porto vence Bayern Munique por 3-1 e dá um passo de gigante rumo às Meias-Finais

26

O FC Porto recebeu e venceu, esta 4ª Feira, por 3-1, os alemães do Bayern Munique, em jogo a contar para a 1ª Mão dos Quartos-de-Final da Liga dos Campeões, disputado no Estádio do Dragão, na cidade invicta.

Depois de alguns resultados robustos, frente a Shakhtar Donetsk, At. Bilbao, BATE Borisov e Basileia, os “azuis-e-brancos” encontraram pela frente um “colosso” do futebol europeu, embora com algumas baixas.

Mesmo assim, o FC Porto fez uma bela exibição e mostrou à “Europa do Futebol” que não é uma formação qualquer, e que também é candidato a vencer a famosa “liga milionária”.

Em 10 minutos, Ricardo Quaresma marcou 2 golos, o primeiro através de uma grande penalidade, depois do guarda-redes Manuel Neuer ter carregado em falta Jackson Martinez, regressado à competição cerca de mês e meio depois daquela que tinha sido a sua última aparição.

O lance acabou por gerar muita polémica, não pela falta em si, pois é evidente, mas pela punição ao guardião da equipa alemã, que vê apenas o cartão amarelo, quando deveria ter visto o cartão vermelho, pois Jackson Martinez preparava-se para ficar isolado.

A perder por 2 golos de diferença e já com uma expulsão “perdoada”, o técnico Pep Guardiola percebeu que a sua equipa precisava de um “abanão” e entregou os lances de ataque a Thiago Alcântara, que aproveitou a oportunidade para acrescentar mais um golo à sua conta pessoal, golo que poderá ser muito importante nas contas finais desta eliminatória.

Ao intervalo, o 2-1 era escasso para o FC Porto, que merecia ter ido para o descanso com uma vantagem de, pelo menos, 2 golos, pois o domínio sobre os alemães foi avassalador.

Na segunda metade, os comandados de Julen Lopetegui voltaram a “carregar no acelerador” e chegaram ao 3º golo, por intermédio de Jackson Martinez, que voltou a aparecer na “cara” de Neuer.

O guarda-redes até teve a tentação de fazer nova falta, mas “encolheu-se” a tempo, pois sabia que iria deixar a sua equipa reduzida a 10 elementos, o que seria um rude golpe para a equipa alemã, quer no jogo, quer na eliminatória.

Até ao final da partida, o FC Porto gerou o tempo e o resultado, conseguindo uma importante vantagem para o jogo na Alemanha, que vai ser bastante complicado, pois a formação portuguesa não poderá contar com o lesionado Cristian Tello e com os castigados Danilo e Alex Sandro.

Na 2ª Mão, o Bayern terá de marcar 2 golos para dar a volta à eliminatória, o que equivale por dizer que o FC Porto está a um pequeno passo das Meias-Finais da liga milionária, o que a acontecer dará grande prestígio ao futebol português.

Jornalista: João Miguel Pereira