Europeu XCO 2017: Equipa Portugal entre o previsto e as quedas...

Europeu XCO 2017: Equipa Portugal entre o previsto e as quedas no 1º Dia

A Equipa Portugal terminou o seu primeiro dia de competições do Europeu de Cross Country Olímpico (XCO) tendo como melhor resultado o 25º lugar de Marta Branco na corrida de júniores femininos. Como nota negativa salienta-se a queda de Ana Tomás nos sub-23 femininos

52

Federação Portuguesa de CiclismoA Equipa Portugal terminou o seu primeiro dia de competições do Campeonato da Europa de Cross Country Olímpico (XCO) tendo como melhor resultado o 25º lugar de Marta Branco na corrida de júniores femininos. Como nota negativa salienta-se a queda de Ana Tomás nos sub-23 femininos.

Marta Branco, campeã nacional da categoria júnior mediu-se pela primeira vez com atletas rivais numa prova de alto nível e, na estreia num Europeu, foi 25º classificada, terminando a corrida no circuito italiano de Darfo Boario Terme (Lombardia) na mesma volta do que a vencedora, a austríaca Laura Stigger.

A corrida de júniores, na qual a Equipa Portugal estava representada por Carlos Salgueiro e Guilherme Mota revelou-se mais disputada, tendo Carlos Salgueiro concluído as cinco voltas ao percurso na 27º posição. Guilherme Mota foi 45º classificado, igualmente na volta do vencedor. O espanhol Jofre Estape sagrou-se campeão europeu júnior de XCO, com um triunfo seguro diante do suíço Alexandre Balmer e do francês Benjamim Le Ny.

Ana Tomás foi a única representante nacional no escalão sub-23 feminino. A campeã nacional da categoria, no entanto, foi vítima de uma queda que a impossibilitou de concluir a corrida, tendo sido reencaminhada para o hospital local onde se confirmou a inexistência de qualquer fractura e lesão grave. A corrida sub-23 feminina foi conquistada pela suíça Sina Frei.

“Está a ser um campeonato marcado pelas dezenas de quedas, uma delas com a Ana Tomás, felizmente, após os primeiros exames médicos, sem consequências de maior”, resumiu o seleccionador nacional, Pedro Vigário.

“A pista tecnicamente tem um outro obstáculo mais exigente, mas as sucessivas passagens têm desgastado o terreno, abrindo novos sulcos e regos a cada volta, surpreendendo os atletas. Em termos de resultados, as corridas júniores correram dentro do previsto. A Marta Branco obteve uma classificação expectável, tendo em conta que é a primeira vez que disputa um Europeu e o mesmo desempenho, igualmente dentro do esperado, foi alcançado pelo Carlos Salgueiro e pelo Guilherme Mota.

Amanhã (Domingo) esperamos que o João Rocha, que caiu nos treinos, se adapte bem à prova de sub-23 masculinos e que o David Rosa, que tem as referências do passado, faça uma corrida dentro desse registo, enquanto que espero que o Mário Costa e o José Dias confirmem na corrida a excelente temporada que estão a realizar”.