Europeu de Pista Sub23 2017: Itália e Rússia acentuam domínio no terceiro...

Europeu de Pista Sub23 2017: Itália e Rússia acentuam domínio no terceiro dia

As Selecções de Itália e da Rússia revelaram-se as mais fortes da competição, quando estão disputados 3 dos seis dias que preenchem o programa do Campeonato da Europa de Pista para Sub-23 e Júniores, que decorre no Velódromo Nacional, em Sangalhos

42

Europeu de Pista Sub23 2017 - Perseguição Equipas - PódioAs Selecções de Itália e da Rússia revelaram-se as mais fortes da competição, quando estão disputados três dos seis dias que preenchem o programa do Campeonato da Europa de Pista para Sub-23 e Júniores, que decorre no Velódromo Nacional, em Sangalhos, Anadia, até Domingo.

A equipa italiana já conquistou sete títulos europeus, tendo hoje somado mais dois ao pecúlio já acumulado nas jornadas anteriores. A Rússia, por sua vez, já ouviu o hino nacional em seis ocasiões, duas delas nesta Quinta-feira.

O sector feminino é responsável pela pujança transalpina. Hoje o quarteto italiano de perseguição feminina para sub-23 conquistou a medalha de ouro no confronto directo com a Polónia, que arrecadou a prata. A Alemanha ficou na terceira posição, numa disputa imprópria para cardíacos com a Grã-Bretanha, que esteve perto de vencer a corrida, mas que deixou o terceiro elemento ficar para trás no momento da dobragem e acabou por sair do pódio.

A outra medalha de ouro conquistada hoje pela Itália teve a assinatura da júnior Letizia Paternoster, que ontem batera Maria Martins na luta pelo título de eliminação. O triunfo de Letizia Paternoster hoje teve nota artística, ou seja, foi complementado com o estabelecimento do novo recorde mundial de perseguição individual em júniores femininas, 2’20’927. A medalha de prata foi conseguida pela russa Maria Novolodskaya e o bronze viaja para a Holanda, na bagagem de Mylene de Zoete.

A Rússia impôs-se em duas competições de contra-relógio. Alexandr Vasyukhno foi o mais veloz na corrida sub-23 de 1 km, atirando o britânico Joseph Truman e o holandês Sam Ligtlee para a segunda e terceira posições, respectivamente. Miguel do Rego representou Portugal nesta prova, sendo o 19º e último classificado, na estreia como sub-23 de primeiro ano nesta disciplina.

A segunda medalha de ouro russa na terceira jornada de provas surgiu na perseguição individual para júniores masculinos. A vitória pertenceu a Ivan Smirnov, que bateu o irlandês Xeno Young na final. O terceiro classificado foi o britânico Rhys Britton. A Equipa Portugal também correu nesta prova, tendo Francisco Moreira, 19º, e Wilson Esperança, 21º, correspondido às expectativas do seleccionador nacional, Gabriel Mendes, agradado com as prestações em ano de estreia.

As restantes duas medalhas de ouro do dia foram repartidas por duas nações de forte tradição na pista, França e Grã-Bretanha. Os gauleses festejaram o sucesso da nova coqueluche do ciclismo feminino de velocidade internacional. Mathilde Gros, júnior que, há poucos meses, foi quinta classificada na prova de velocidade do mundial de elite, não teve dificuldade em impor-se na competição júnior deste europeu de Sangalhos. A alemã Lea Friedrich ficou com a medalha de prata e a holandesa Steffie van der Peet fechou o pódio.

A Grã-Bretanha salvou a honra do reino na corrida de perseguição por equipas para sub-23 masculinos. Mostrou enorme supremacia na final, atirando a Bélgica para a segunda posição. A Polónia ficou com o terceiro lugar.

A segunda metade da competição neste Campeonato da Europa de Pista inicia-se nesta Sexta-feira. As corridas decorrem entre as 9h30 e as 12h15 e entre as 15h30 e as 21h20. Quatro portugueses estarão em pista. Maria Martins e João Dinis participam nos concursos de omnium para júniores, enquanto Miguel do Rego e Soraia Silva estão inscritos na corrida por pontos de sub-23.