Euro Sub-21: Portugal e Suécia empatam e apuram-se para as Meias-Finais e...

Euro Sub-21: Portugal e Suécia empatam e apuram-se para as Meias-Finais e para os JOs

36

A Selecção Nacional de Sub-21 empatou (1-1), esta 4ª Feira, com a sua congénere da Suécia, em jogo a contar para a 3ª e última Jornada do Grupo B do Campeonato da Europa da categoria, disputado no Estádio Mestsky Fotbalovy, em Uherské Hradiste (Rep. Checa).

Depois da Alemanha ter surpreendido ao ficar na 2ª posição do Grupo A, a liderança do Grupo B passou a ser um “presente envenenado”, pois a Selecção germânica é uma das principais candidatas a vencer a competição.

O “percalço” dos germânicos na jornada inaugural deixou as contas complicadas para as equipas do Grupo B, que hoje tentaram “fugir” ao 1º lugar e ao encontro com a poderosa “mannschaft”.

No entanto, a “fuga” à liderança não era a única preocupação das equipas, pois uma derrota poderia pôr em causa o apuramento para as Meias-Finais e para os Jogos Olímpicos.

Foi com este cenário que Portugal entrou em campo; apesar de estar em primeiro, um empate sobre a Suécia, juntamente com a vitória da Inglaterra no outro jogo era “ouro sobre azul”, pois a Inglaterra assumia a liderança do Grupo e Portugal fugiria à Alemanha.

Já os suecos sonhavam com um empate frente a Portugal e com uma derrota da Inglaterra, ficando assim na 2ª posição, o que significava jogo com a Dinamarca no próximo Sábado.

O empate era um bom resultado para ambos os conjuntos, mas Portugal foi melhor durante os primeiros 45 minutos e poderia ter inaugurado o marcador se William Carvalho, em boa posição para alvejar a baliza, não tivesse tentado contornar o guarda-redes sueco, que efectuou uma espantosa defesa.

No início da segunda parte, Portugal começou a perder as esperanças de escapar à Alemanha (no outro jogo a Itália vencia por 2-0) e foi à procura da vitória e dos consequentes 3 pontos.

Bernardo Silva bem tentou remar contra a maré, mas foi Gonçalo Paciência (lançado aos 57 minutos) que destruiu a defesa sueca, com um grande remate, aos 82 minutos do encontro.

Com este golo, a Suécia passava a estar fora da corrida pelo apuramento (a Itália vencia a Inglaterra por 3-1) e precisava urgentemente de 1 golo, que surgiu aos 89 minutos, por intermédio de Simon Tibbling, que deixou eufóricos os milhares de suecos presentes no anfiteatro checo.

Os últimos 4 minutos do encontro (o árbitro deu 3 minutos de descontos) foi um “pacto de não agressão”, pois os jogadores portugueses trocaram a bola entre si no seu meio-campo e os suecos ficaram a ver, situação que irritou o público que fez menção de abandonar as bancadas antes do apito final.

Contas feitas: Portugal fica em 1º lugar, com 5 pontos (defronta a Alemanha nas Meias-Finais), mais 1 ponto que a Suécia, que fica na 2ª posição e joga frente à Dinamarca no próximo Sábado.