ETCC 2017: Fábio Mota em 4º após luta pelo pódio em Zolder

ETCC 2017: Fábio Mota em 4º após luta pelo pódio em Zolder

Fábio Mota assegurou o 3º lugar na grelha de partida na qualificação de ontem, o que lhe abria boas perspectivas para as provas de hoje; contudo, sabia que, para alcançar o pódio, teria que se bater com fortes oponentes.

21

Fábio Mota - ETCC 2017 - Zolder - CorridaFábio Mota conquistou um quarto lugar na ronda de Zolder da Taça Europeia FIA de Carros de Turismo (ETCC), depois de ter lutado de forma aguerrida em ambas as corridas pelos lugares pelo pódio.

O piloto português assegurou o terceiro lugar na grelha de partida na qualificação de ontem, o que lhe abria boas perspectivas para as provas de hoje; contudo, sabia que, para alcançar o pódio, teria que se bater com fortes oponentes.

No arranque para a primeira corrida, Fábio Mota perdeu uma posição, mas manteve-se numa acirrada luta pelos três primeiros lugares, tendo mesmo sido obrigado a uma saída de pista que o atrasou. Ainda assim, o piloto de Vila Nova de Gaia não baixou os braços e conseguiu recuperar até ao quarto posto final.

Para a segunda prova da etapa belga da competição que se assume como a antecâmara do Campeonato do Mundo FIA de Carros de Turismo (WTCC) Fábio Mota alinhou no quinto posto da grelha de partida e, uma vez mais, envolveu-se na luta pelos lugares do pódio.

No entanto, no calor da luta, acabou por ter que sair de pista, o que o atrasou definitivamente, vendo a bandeirada de xadrez na nona posição.

“Na primeira corrida, estava na luta pelo terceiro posto, mas por estar muito perto do carro que seguia à muito frente, os travões sobreaqueceram e, numa travagem, não consegui reduzir a velocidade, acabando por sair de pista. Ainda assim, terminei no quarto posto. Na segunda, um desentendimento com um outro piloto condicionou toda a minha prestação, quando tínhamos claramente ritmo para terminar, pelo menos, no terceiro lugar”, frisou o piloto português.

No cômputo geral da quinta ronda da temporada, Fábio Mota sublinha o ritmo que evidenciou ao longo de todo o fim-de-semana.

“Não conhecia o traçado de Zolder e é evidente que tive que passar por um processo de adaptação. Penso que me adaptei bem e mostrei ao longo de todo o evento um ritmo que me permitia lutar pelas posições no pódio. Acabámos com o quarto lugar como melhor resultado, o que é positivo, e sabemos que temos ainda capacidade para evoluir. Agora vamos pensar na próxima etapa da temporada”, sublinhou Fábio Mota.

A próxima ronda da Taça Europeia FIA de Carros de Turismo disputa-se nos próximos dias 6 a 8 de Outubro, tendo como palco o circuito checo de Most.