ePrix de Berlim 2017: Renault e.dams vence a segunda corrida em Tempelhof

ePrix de Berlim 2017: Renault e.dams vence a segunda corrida em Tempelhof

A Renault e.dams realizou uma corrida sólida durante a dobradinha berlinense, graças à vitória de Séb Buemi e ao 8º lugar de Nico Prost. Com estes resultados, a equipa aumenta a sua diferença para 58 pontos sobre o seu rival mais próximo

53

A Renault e.dams realizou uma corrida sólida durante a dobradinha berlinense, graças à vitória de Séb Buemi e ao 8º lugar de Nico Prost. Com estes resultados, a equipa aumenta a sua diferença para 58 pontos sobre o seu rival mais próximo; Séb Buemi também mantém a liderança do campeonato de pilotos.

A 2ª corrida do ePrix de Berlim foi disputada sob céu azul e temperaturas mais altas. Durante a 3ª sessão de treinos livres, Séb Buemi fez o tempo mais rápido do fim-de-semana com uma volta excepcional em 1:07.712s, enquanto que Nico Prost ficou em 10º lugar. Na 4ª e última sessão de treinos livres, o piloto suíço terminou em 3º e o seu companheiro de equipa em 10º.

Ambos os pilotos ficaram no segundo grupo de treinos classificativos. O líder do campeonato classificou-se para a Super-Pole, onde fez o melhor tempo, ficando apenas a 0.098s atrás de Felix Rosenqvist, autor da pole e vencedor da primeira corrida. Nico Prost ficou em 10º.

Os dois pilotos conseguiram fazer boas largadas. Séb Buemi largou da primeira fileira na 2ª posição. Nico Prost largou oito lugares atrás, tendo conquistado mais uma posição após ultrapassar Mitch Evans no fim da primeira volta. Com a missão de ultrapassar cada um dos seus concorrentes, Nico Prost conseguiu ultrapassar Oliver Turvey, ficando em 8º lugar. Na 17ª volta, os dois carros da DS Virgin Racing encostaram-se, fazendo Sam Bird cair para o 7º lugar. Uma volta mais tarde, Nico Prost ainda tinha fôlego para ultrapassar o piloto inglês, ficando então em 7º.

Durante a troca obrigatória de carros, os dois carros da Mahindra quase bateram. Rosenqvist estava na frente de Séb Buemi, mas a investigação do incidente culminou com uma penalização de 10 segundos para o piloto sueco, fazendo com que o líder do campeonato fosse coroado vencedor da corrida.

Nas últimas voltas da corrida, Jean-Eric Vergne, Sam Bird e Nico Prost travaram as batalhas mais intensas desta temporada. Durante a paragem na box, o piloto inglês conseguiu ultrapassar Nico Prost, recuperando o 7º lugar. O francês utilizou todas as suas forças, mas não conseguiu ultrapassá-lo, terminando a 2ª corrida do fim-de-semana na 8ª posição.

A Renault e.dams deixa Berlim com 229 pontos, mantendo a liderança do campeonato de construtores. Séb Buemi tem 157 pontos, enquanto Nico Prost fica em 4º lugar com 72, ficando atrás de Rosenqvist, que está em 3º. As próximas provas acontecem em Nova Iorque, no fim-de-semana de 15 e 16 de Julho.



Comentários

Alain Prost – coproprietário da equipa
“Toda a equipa fez um excelente trabalho após a prova de Sábado. Esta é a força do nosso grupo. Parabéns a todos!”

Jean-Paul Driot – coproprietário da equipa
“Estamos muito contentes com esta vitória na 2ª corrida em Berlim. Não atacámos nas 10 últimas voltas porque sabíamos que Felix Rosenqvist seria penalizado em 10 segundos. Em razão da decepção do Sábado, a vitória de hoje e o 3º lugar de Di Grassi permitem que recuperemos os 10 pontos perdidos na primeira corrida. Temos uma vantagem um pouco maior no campeonato, o que nos satisfaz plenamente antes de seguir rumo a Nova Iorque com Sébastien Buemi”.

Séb Buemi (#9)
“Garanti o 2º lugar na largada e fiz uma corrida sem incidentes. Tive um encontro de leve na minha primeira curva, fiquei com receio de danificar o spoiler traseiro e prejudicar o restante da corrida. Larguei com um jogo de pneus mais gasto esperando ficar mais competitivo com o 2º carro. Durante a primeira parte da corrida tentei seguir o ritmo do Felix para não ficar muito atrás e aumentar a diferença em relação aos demais pilotos.

Apesar da nossa paragem na box bem feita e o meu FanBoost, não consegui ultrapassá-lo. Quando soubemos que Felix sofreria uma penalidade, decidimos atacar menos. O objectivo foi cruzar a linha de chegada com mais de 10 segundos de vantagem sobre Di Grassi. Ele merece parabéns pelas excelentes corridas que fez neste fim-de-semana”.

Nico Prost (#8)
“Estou um pouco frustrado hoje. Eu tinha um bom ritmo durante os treinos livres, mas os treinos classificativos foram decepcionantes. Estive competitivo na primeira parte da corrida, consegui ultrapassar o Mitch Evans, Oliver Turvey e Sam Bird. Mesmo assim, perdi tempo durante a paragem na box, pois fiquei bloqueado por causa da saída perigosa dos Mahindra e, depois, não consegui mais ultrapassar. Não fiquei satisfeito com o resultado, poderíamos ter conseguido bem mais do que o 8º lugar”.