ELMS 2016: Conheça o regulamento desportivo da próxima época

ELMS 2016: Conheça o regulamento desportivo da próxima época

246

A preparação da época de 2016 do European Le Mans Series encontra-se já em marcha, tendo sido um dos primeiros passos a construção de um regulamento desportivo que se aplicará ao longo do próximo ano. As provas do Eurpean Le Mans Series de 2016 estarão abertas a três categorias : LMP2, LMP3 e LMGTE.

Os concorrentes da classe GTC de 2015 deverão inscrever os seus carros num novo campeonato anunciado pelo ACO no passado mês de Outubro e denominado Michelin GT3 Le Mans Cup. Esta nova competição passará a ser uma das corridas que constará no acrescido programa de fins-de-semana ELMS.

Três dias e quatro séries diferentes

Em vez do formato de dois dias que se mantinha desde 2013, doravante os fins-de-semana do ELMS passarão a ter o formato de três dias, com o conjunto das competições a trazer às pistas grandes nomes e grandes caras do desporto automóvel, para gáudio dos espectadores e de todos os aficionados da endurance europeia.

À parte do prato principal que continuará a ser a prova de endurance de 4 Horas, o público dos fins-de-semana ELMS poderá igualmente vibrar com o som dos monolugares da Fórmula Renault 2.0, descobrir a nova competição monomarca dos Renault RS01 ou mergulhar no universo dos GT3 graças à Michelin GT3 Le Mans Cup.

Três classes dentro do ELMS

Os carros inscritos no ELMS de 2016 distinguir-se-ão através de três classes:

LMP2 (Le Mans Prototypes 2)
Antecâmara da classe rainha do campeonato do mundo de endurance FIA WEC, o LMP2 representa um elemento chave na escala da endurance, pois permite que equipas e pilotos possam progredir até ao mais alto nível. A classe ‘Le Mans Prototype 2’ (LMP2) é reservada em exclusivo a equipas privadas independentes dos construtores ou fornecedores de motores.

LMP3 (Le Mans Prototypes 3)
Em 2015 o Automobile Club de l’Ouest lançou esta nova categoria de sport-protótipos, que representa o primeiro degrau na pirâmide ascendente da disciplina de endurance, antes de passar ao LMP2 e, eventualmente, ao LMP1 (no FIA WEC e nas 24 Horas de Le Mans). Os LMP3 são carros fechados e poderão ser construídos por um dos cinco construtores designados pelo ACO nos passados meses de Julho e Outubro: GINETTA (Reino Unido), ONROAK AUTOMOTIVE (França), RILEY TECHNOLOGIES (USA), ADESS AG (Alemanha) e DOME (Japão). O motor único e idêntico para todos os chassis (V8 atmosférico com 420 cv) será desenvolvido pela Nissan/Nismo. A fornecedora das caixas de velocidades será a XTrac e a Magnetti Marelli fornecerá os sistemas electrónicos.

LM GTE (Le Mans Grand Tourisme Endurance)
Os carros de Grande Turismo fazem parte da tradição das provas de endurance. Para ser homologado um GTE, o modelo deverá derivar de um carro de estrada construído em 100 exemplares (300 exemplares se o chassis for em carbono ou 25 exemplares se o carro for proveniente de um pequeno construtor). Em oposição ao sufixo ‘Pro’ (reservado aos carros inscritos no FIA WEC e nas 24 Horas de Le Mans), os GTE Am correm também no ELMS, onde a classe se designa apenas por GTE e é essencialmente reservada a amadores. Os carros da classe GTE Am possuem o mesmo regulamento dos GTE Pro, com a diferença de terem que ter no mínimo um ano de existência, não podendo beneficiar das últimas evoluções homologadas.

Parceiros nos pneus

A Michelin será o único fornecedor de borrachas para a classe LMP3. Apenas será permitida uma única especificação de mistura para pista seca e uma única para pista húmida. A Dunlop foi nomeada como a única fornecedora de pneus para a categoria LMGTE. Duas especificações de pneus para pista seca e um para pista húmida serão autorizadas para cada carro concorrente nesta categoria.

Motores

Os concorrentes inscritos para uma única corrida estarão limitados a usar apenas um motor (treinos livres, treinos de qualificação e corrida). Os concorrentes LMP2 inscritos para a totalidade da época estarão limitados a dois motores (apenas um em 2015) para usar no conjunto dos eventos ELMS 2016 (treinos livres, treinos qualificativos e corridas). Os concorrentes LMP2 inscritos para a totalidade da época ELMS e ainda nas 24 Horas de Le Mans, estarão limitados a três motores (contra dois em 2015), que deverão cumprir os treinos livres, treinos de qualificação e as corridas do ELMS, juntamente com o dia de ensaios das 24 Horas de Le Mans, os treinos livres, os treinos de qualificação e a corrida de 24 Horas.

Composição das equipas (Art. 10.9.2)

Sem alterações no LMP2: máximo de 3 pilotos. Uma equipa de 2 ou 3 pilotos deverá ser composta no mínimo por um piloto Prata ou Bronze.
Sem alterações no LMGTE: máximo de 3 pilotos. Uma equipa de 2 ou 3 pilotos deverá ser composta no mínimo por um Bronze e um Prata ou dois pilotos Bronze. Novidade no LMP3: máximo de 3 pilotos.

Uma equipa de 3 pilotos deverá ser composta por:

* um Ouro + dois Bronze, ou
* dois Prata + um Bronze, ou
* três pilotos Bronze ou dois Bronze + um Prata (mínimo de um Bronze em todos os casos)

Uma equipa de 2 pilotos deverá ser composta por:

* um piloto Bronze + um piloto Prata, ou
* dois pilotos Bronze
Os pilotos Platina não são admitidos na classe LMP3

Tempos de pilotagem em LMP3 (Art. 10.10): Para uma equipa composta por dois pilotos:

* Tempo de condução mínimo para um pilote Bronze: 2 horas.
* Se a equipa for constituída por dois pilotos Bronze, cada um dos pilotos deverá conduzir no mínimo 1 hora.
* Se a equipa é composta por 3 pilotos:

* Tempo máximo de condução para um piloto Ouro: 1 hora
* Tempo mínimo de condução para um piloto Bronze se não houver mais do que um: 2 horas
* Tempo mínimo de condução para um piloto Bronze se houver dois ou três: 1 hora

Escala de Pontuação

Os pontos para pilotos e equipas classificados em cada corrida serão atribuídos de acordo com a seguinte escala:

1º: 25 pontos; 2º: 18 pontos; 3º: 15 pontos; 4º: 12 pontos; 5º: 10 pontos; 6º: 8 pontos; 7º: 6 pontos; 8º: 4 pontos; 9º: 2 pontos; 10º: 1 ponto.

Todos os concorrentes classificados além do 10º posto serão contemplados com meio (0,5) ponto.

Um ponto (1) suplementar será atribuído ao carro e aos pilotos que conquistarem a ‘pole-position’ de cada categoria.

Títulos e Troféus

Um Troféu para a equipa vencedora da classe LMP2
Um Troféu para o(s) melhor(es) piloto(s) LMP2
Um Troféu para a equipa vencedora da classe LMGTE
Um Troféu para o(s) melhor(es) piloto(s) LMGTE
Um Troféu para a equipa vencedora da classe LMP3
Um Troféu para o(s) melhor(es) piloto(s) LMP3

Convites para as 24 Horas de Le Mans

Um convite automático para as 24 Horas de Le Mans de 2017 será confirmado para cada equipa vencedora da sua categoria na época ELMS de 2016, havendo um total de 4 convites a atribuir.

* O primeiro LMP2 será convidado a participar nas 24 Horas de Le Mans de 2017
* O primeiro e o segundo LMGTE serão convidados a participar nas 24 Horas de 2017
* O primeiro LMP3 será convidado a participar nas 24 Horas de Le Mans de 2017, mas com um carro da categoria LMP2. Para estes convites serem atribuídos é imperativo que pelo menos três carros tenham participado em cada uma das classes ao longo da época ELMS de 2016.

Prémios monetários para os vencedores das classes

Após um primeiro ciclo de três anos, o European Le Mans Series entra numa nova dimensão e o ACO, promotor do ELMS, decidiu passar a atribuir prémios monetários aos vencedores de cada categoria em cada prova, mas também no final da época, com os valores em questão a serem definidos nas próximas semanas.

A época de 2016 do European Le Mans Series deverá iniciar-se nos dias 22 e 23 de Março, com os ensaios oficiais no circuito de Paul Ricard. O calendário contará com uma prova suplementar passando a ter um total de seis corridas (contra cinco, desde que a série se iniciou há três anos). As provas serão disputadas respectivamente em Inglaterra (Silverstone), em Itália (Imola), na Áustria (Red Bull Ring), em França (Paul Ricard), na Bélgica (Spa-Francorchamps) e em Portugal (Estoril).

Calendário de 2016 do European Le Mans Series

Treinos Oficiais / Prólogo 22/23 Março – Le Castellet (França)
1ª prova – 15/16 Abril – Silverstone (Reino Unido)
2ª prova – 13/15 Maio – Imola (Itália)
3ª prova – 15/17 Julho – Red Bull Ring (Áustria)
4ª prova – 26/28 Agosto – Le Castellet (França)
5ª prova – 23/25 Setembro – Spa-Francorchamps (Bélgica)
6ª prova – 21/23 Outubro – Estoril (Portugal)