DS Virgin revela decoração para a 2ª temporada da Fórmula E

DS Virgin revela decoração para a 2ª temporada da Fórmula E

119

Antes da primeira corrida da segunda temporada do Campeonato FIA de Fórmula E, a equipa DS Virgin Racing revelou a sua nova decoração, que os pilotos Sam Bird e Jean-Eric Vergne apresentarão pela primeira vez durante as últimas sessões de testes de 24 e 25 de Agosto em Donington Park.

Associando a identidade da marca DS à da Virgin, esta nova e prestigiosa decoração reflecte ao mesmo tempo o dinamismo da marca DS e as cores favoritas da Virgin. O logo DS, que conserva as cores vermelho e crómio características da equipa desde a primeira temporada, destaca-se agora orgulhosamente em fundo negro, de cada lado do veículo, enquanto que a cobertura da bateria continua violeta, tal como na primeira época.

Na continuidade da temporada inaugural da Fórmula E, os carros de Sam Bird e de Jean-Eric Vergne levarão os nomes da Holly e da Bellie Branson, retomando o grafismo ‘flying lady’ utilizado tradicionalmente nos projectos tecnológicos da Virgin.

Para celebrar o lançamento da nova decoração, a DS Virgin Racing realizou um vídeo dinâmico, rodado num armazém sombrio do circuito de Donington Park, que coloca em cena o piloto britânico Sam Bird e conta a evolução da decoração da equipa desde a sua última temporada.

Na última temporada nós éramos visualmente os melhores nas grelhas de partida e é óptimo exibir mais uma decoração formidável na segunda temporada. Os carros de Fórmula E constituem um ponto de partida fantástico, mas penso que a decoração desta temporada vai permitir-nos dar ainda mais nas vistas. Mal posso esperar para entrar na pista de Beijing, por ocasião da primeira corrida da temporada e revelar a nova decoração a todos os espectadores presentes no local e a todos os telespectadores“, declarou Sam Bird, a propósito da nova decoração.

Por seu lado, Jean-Eric Vergne afirmou que “a DS beneficia de uma longa tradição na construção de veículos premium e sedutores e o concept DS Virgin Racing não é excepção à regra“.

Estou entusiasmado com a perspectiva de iniciar a temporada com a equipa DS Virgin Racing e ao volante deste veículo soberbo“.

Alex Tai, director da equipa Virgin Racing Team, declarou que “a Fórmula E está a evoluir rapidamente, tal como a equipa Virgin Racing“.

A partir de agora, DS Virgin Racing, graças à nossa parceria com a marca DS. O nosso concept para a segunda temporada coloca em evidência o crescimento da nossa equipa e as marcas mundiais com que trabalhamos. Gosto bastante da junção do negro, que confere ao carro um visual mais apurado e mais dinâmico, correspondente à nossa abordagem da competição. As cores tradicionais da Virgin continuam presentes na nova decoração, mas de uma maneira renovada“.

Yves Bonnefont, CEO da marca DS, afirmou que “é uma enorme satisfação participar no Campeonato FIA de Fórmula E e apresentar esta nova decoração, pois uma equipa constitui um excelente meio de arrancar com uma parceria“.

Juntámos as características da DS e da Virgin e criámos um veículo excepcional, com um design luxuoso e sofisticado“.

Sobre os pilotos

Sam Bird
Sam Bird, piloto da equipa Virgin Racing na temporada inaugural do Campeonato FIA de Fórmula E, ganhou tantas corridas como o vencedor final do campeonato, impondo-se mesmo na grande final em Londres e conquistando um triunfo esmagador em Putrajaya, na Malásia. Este piloto de 28 anos foi um dos mais impressionantes da primeira temporada da Fórmula E FIA. Subiu por três vezes ao pódio e assinou duas voltas mais rápidas da pista, isto além das suas duas vitórias.

Jean-Eric Vergne
Com as suas três pole-positions e outros tantos pódios no primeiro ano do Campeonato FIA de Fórmula E, incluindo uma pole-position conquistada na sua primeira corrida, Jean-Eric Vergne é um formidável reforço para a equipa DS Virgin Racing. Após o seu sucesso no Campeonato da Grã-Bretanha de Fórmula 3, na Fórmula Renault 3.5 Series, e durante três temporadas na Fórmula 1, este piloto de 25 anos levará consigo não somente uma velocidade estonteante, mas também uma preciosa experiência para a equipa DS Virgin Racing.