CNVT 2016: Resumo dos Treinos e Qualificações no Circuito Estoril

CNVT 2016: Resumo dos Treinos e Qualificações no Circuito Estoril

São 10, os pilotos que estão a lutar na última etapa no Circuito Estoril pelo título do Campeonato Nacional de Velocidade e Turismos 2016.

66

O Autódromo Fernanda Pires da Silva acolhe a última prova do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos (CNVT) de 2016. Dez pilotos estão a lutar pelo título maior da velocidade nacional, pelo que a as corridas de amanhã (Domingo) vão ser o palco de todas as decisões.

Treinos livres

Francisco Mora (Seat Leon) foi o piloto mais rápido nas duas sessões de treinos livres disputadas. Rafael Lobato e César Machado (Seat Leon) assumiram-se como a principal oposição. A terceira melhor marca da primeira sessão foi de Francisco Abreu e Manuel Gião (VW Golf) e na segunda, foi a vez de José Rodrigues (Honda Civic) se afirmar. Tiago Ribeiro e Luís Carneiro (VW Golf) foram os melhores dos TCC, sendo simultaneamente os únicos virtuais campeões antecipados da época.

Destaque para a participação da equipa austro-polaca, Jurgen Shmarl e Gosia Rdest, em Honda Civic, que graças à uniformidade de regulamentos do CNVT com os campeonatos internacionais, decidiram alinhar na última prova do ano no Estoril.

Qualificação 1

Tal como aconteceu durante a manhã, Francisco Mora (Seat Leon) voltou a afirmar-se como o piloto mais rápido na primeira sessão de qualificação. Encerrou com a marca de 2m 01,230s e desta forma conquistou mais um ponto para o Campeonato.

Rafael Lobato (Seat Leon) foi evoluindo sempre de forma muito positiva e a rodar em 2m 01,488s conseguiu a segunda melhor marca da sessão, com 258 milésimas a separarem o piloto de Vila Real da pole-position. Na segunda metade, não evitou uma ligeira saída de pista.

Francisco Abreu (VW Golf) foi o terceiro mais rápido, com mais sete décimas do que Mora e dessa forma colocou Francisco Carvalho com a quarta melhor marca da sessão. Com 2m 01,937s e 2m 02,611s, respectivamente, fecham as duas primeiras linhas da grelha de partida da primeira corrida de amanhã.

Como nota de curiosidade, refira-se que o Honda Civic de José Rodrigues foi o carro com maior velocidade de ponta registada, ao ser ‘apanhado’ a 226,2 Km/h.

Qualificação 2

Francisco Mora conquistou mais uma pole-position e dessa forma ganhou mais um ponto. Pista mais molhada e portanto mais lenta, poderá ser a explicação para que o tempo de Mora piorasse em meio segundo, face à primeira qualificação, pelo que a melhor marca ficou em 2m 01,786s.

César Machado (Seat Leon) ficou a 208 milésimas, conseguiu a segunda melhor marca da sessão, fez um tempo muito idêntico ao do companheiro de equipa (Rafael Lobato), rodou em 2m01,993s e também ele parece confirmar a regra do meio segundo a mais nesta sessão.

Manuel Gião (VW Golf) teve um desempenho em tudo semelhante aos precedentes, fez mais 831 milésimas do que Mora, e assim foi terceiro.

José Rodrigues (Honda Civic) conquistou aqui a quarta marca e foi pela margem mínima de quatro milésimas que não bateu Gião.

As quatro corridas vão ser disputadas amanhã (Domingo). A primeira tem partida marcada para as 08h45 e logo de seguida, às 09h25 é disputada a segunda. Depois, o CNVT regressa à pista às 14h35 e às 15h15, altura em que finalmente se saberá a quem vai ser entregue o ceptro de 2016.

Actualização

No final das qualificações, Francisco Mora foi informado de que tinha sofrido uma penalização, por ter ultrapassado José Rodrigues, que circulava em marcha mais lenta, numa zona de bandeiras amarelas. Dessa forma baixou duas posições e perdeu o ponto extra, que reverteu para Rafael Lobato, que vai assim partir da pole-position, seguido por Francisco Abreu e Francisco Mora.