Champions: Doumbia e Pavel Kralovec afastam Sporting da “rota dos milhões”

Champions: Doumbia e Pavel Kralovec afastam Sporting da “rota dos milhões”

26

O Sporting perdeu, esta 4ª Feira, com os russos do CSKA, por 3-1, em jogo a contar para a 2ª Mão do “play-off” de acesso à Fase de Grupos da Liga dos Campeões, disputado no Arena Khimki, na Rússia.

Depois da vitória por 2-1, em Alvalade, os “leões” estavam confiantes na passagem à principal fase da competição, pois qualquer empate dava o apuramento e os apetecíveis 11 milhões de euros.

No entanto, o técnico Jorge Jesus sabia que nada estava decidido e elaborou uma táctica, que tinha como objectivo marcar um golo na primeira parte, e defender a vantagem na segunda metade.

Nos primeiros 45 minutos, tudo correu às “mil e uma maravilhas” (golo de Teo Gutierrez, aos 36 minutos), mas os “leões” não conseguiram “matar” o jogo, apesar de terem algumas oportunidades para o fazer.

Depois do período de descanso, o CSKA entrou “com a corda toda” e chegou ao golo à passagem do minuto 50, por intermédio de Doumbia, que aproveitou uma atrapalhação entre Rui Patrício e os seus defesas centrais.

Pouco depois, nova atrapalhação da defesa sportinguista e novo aproveitamento de Doumbia, que conseguiu marcar 3 golos ao Sporting em pouco mais de 180 minutos, o que é um facto assinalável.

Com tudo empatado na eliminatória, o Sporting apostou na entrada do argelino Islam Slimani, para atingir o resultado que colocasse a formação portuguesa na “rota dos milhões”.

A estratégia de Jorge Jesus foi completamente acertada, pois aos 82 minutos, o ponta-de-lança acerta com as redes contrárias, mas o árbitro anula o golo, sem sabermos bem porquê.

Não há fora-de-jogo (pois o lance acontece na sequência de um pontapé de canto), falta muito menos, mas o árbitro resolveu anular um lance limpo, que mudava por completo o rumo da eliminatória.

Nos últimos minutos, o Sporting tentou chegar ao golo do empate, mas na contra-resposta, o CSKA chega ao 3-1, por intermédio de Musa, um dos melhores em campo por parte da formação russa.

Sem possibilidade de haver prolongamento, o Sporting colocou “toda a carne no assador” (como dizia Quinito), mas não conseguiu o tão ambicionado golo, ao contrário do que aconteceu há 10 anos, na Meia-Final da Taça UEFA, no terreno do AZ Alkmaar; golo de Miguel Garcia, que colocou o Sporting na Final frente a este CSKA, que nessa altura também derrotou o Sporting por 3-1.

Os “leões” voltam a tombar frente ao clube russo, que 10 anos depois volta a provocar uma grande desilusão aos sportinguistas, mas desta vez com um clara “ajuda” de Pavel Kralovec.

Os erros dos árbitros nunca podem servir de “desculpa” para as derrotas, mas esta já é a 4ª vez que o Sporting é prejudicado no ano civil de 2015 (Schalke 04, fora; Wolfsburgo, fora; e CSKA, nos dois jogos)

O conjunto “verde-e-branco” vai agora para a Liga Europa, cuja Fase de Grupos começa no próximo dia 17 de Setembro e termina a 10 de Dezembro, depois de 6 jornadas onde se espera muita emoção.