Cerimónia de abertura dos CNU’s 2015 reúne personalidades e amantes do desporto

Cerimónia de abertura dos CNU’s 2015 reúne personalidades e amantes do desporto

35

O Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Minho acolheu hoje (20), a cerimónia de abertura das Fases Finais Concentradas dos Campeonatos Nacionais Universitários (CNU’s 2015). O momento reuniu o Reitor da UM, António Cunha; o Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro; o presidente da Comissão Organizadora, Carlos Alberto Videira; a presidente da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU), Filipa Godinho; e os representantes das Câmaras Municipais de Braga e Guimarães, Sameiro Araújo e Amadeu Portilha, respectivamente.

CNU's 2015 - Cerimónia de AberturaA eles juntaram-se vários membros das entidades de desporto portuguesas e representantes dos vários clubes e instituições de ensino superior participantes. Entre estes, encontrava-se Rosa Mota, ‘madrinha’ dos CNU’s de 2009, em representação do Comité Olímpico de Portugal.

Após uma breve actuação do Coro da Universidade do Minho, Carlos Videira deu início à cerimónia de abertura, agradecendo “a confiança da FADU demonstrada na organização da AAUM/UM”.

É com muita honra que vemos o nosso nome associado, desta forma, aos 25 anos da FADU e é com grande motivação e expectativa que lançamos esta competição”, rematou o também presidente da AAUM.

Seguiu-se Filipa Godinho, que aproveitou as presenças do Secretário de Estado e do Reitor da UM, também presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), para “lançar o desafio de fazer mais pelo desporto universitário”, referindo-se à discussão e introdução do estatuto de estudante-atleta nas instituições de ensino superior portuguesas.

Estamos agora a um pequeno passo de alcançar este desafio e de fazer mais e melhor pelo desporto universitário”, conclui.

A Câmara Municipal de Braga, representada por Sameiro Araújo, reafirmou o compromisso da autarquia nesta organização. Já Amadeu Portilha, da Câmara Municipal de Guimarães, realçou o facto de que “são iniciativas deste género que podem estancar a alta taxa de abandono da prática desportiva quando os estudantes saem do secundário para as universidades“.

Temos que lutar todos os dias contra esta tendência“.

Para o Reitor da UM, António Cunha, “os números não enganam. Os 2300 atletas, os mais de 100 clubes envolvidos, os 20 locais onde se disputam dá uma dimensão complexa a esta organização”. Usou da palavra para “reiterar a importância que a UM dá ao desporto universitário, que é parte do projeto educativo da instituição e é também uma imagem de marca da UM e uma forma de divulgação da instituição”.

Por fim, Emídio Guerreiro terminou a sessão com um momento nostálgico em que, também ele, foi campeão nacional universitário pela Associação Académica de Coimbra.

O caminho é este, se as coisas são possíveis e atingem esta dimensão é porque hoje em dia há a inteligência de partilhar recursos. Esta rede de parceiros e esta união de esforços é muito mais eficaz e dão a um evento como este uma dimensão que há 25 anos não podíamos imaginar”, defende o Secretário de Estado.

O momento foi encerrado pela actuação da Tuna Universitária do Minho.

PARTILHAR