“Caso Eliseu”: CD arquiva queixa e não aplica castigo a ninguém

“Caso Eliseu”: CD arquiva queixa e não aplica castigo a ninguém

O CD baseou-se no relatório do árbitro Rui Costa e nas declarações de Vasco Santos (árbitro que esteve à frente do VAR), que consideram não ter havido nenhuma agressão ou prática de jogo violento por parte do lateral "encarnado"

28

Caso EliseuO Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) referiu esta 3ª Feira que o já famoso “Caso Eliseu” foi arquivado, sem nenhum castigo para o jogador do Benfica.

O CD baseou-se no relatório do árbitro Rui Costa e nas declarações de Vasco Santos (árbitro que esteve à frente do VAR), que consideram não ter havido nenhuma agressão ou prática de jogo violento por parte do lateral “encarnado”.

Recorde-se que o incidente aconteceu no passado dia 22 de Agosto durante a partida entre Benfica e Belenenses, a contar para a 3ª Jornada da Liga NOS, e disputado no Estádio da Luz, em Lisboa.

Neste encontro, Eliseu e Diogo Viana disputam uma bola de forma mais rispida, o jogador do Benfica salta e na queda atinge o joelho do jogador “azul”, que fica bastante queixoso; o árbitro assinala lançamento e o jogo prossegue sem nenhuma advertência.

Os especialistas na matéria consideram que houve agressão, o CA também (nós, idem), mas os árbitros e o CD acham que não se passou nada e o jogador fica livre para poder jogar pelo Benfica nos próximos jogos.