Bruno de Carvalho critica jogadores e leva o “troco”

Bruno de Carvalho critica jogadores e leva o “troco”

Bruno de Carvalho foi ao balneário pedir explicações sobre o empate frente ao D. Chaves, criticou tudo e todos, mas os "capitães" responderam "à letra"

74

O empate do Sporting no terreno do D. Chaves, ocorrido na noite deste Sábado fez “estalar o verniz” nas hostes leoninas, minutos depois do árbitro ter apito para o final da partida.

Segundo o jornal A Bola, o presidente leonino, Bruno de Carvalho, que assistiu ao jogo no banco de suplentes (como é seu hábito), desceu aos balneários e teceu duras críticas aos jogadores e até ao técnico Jorge Jesus, que não “participou” no desafio por estar castigado (assistiu ao jogo na bancada VIP do anfiteatro flaviense).

O líder do Sporting perguntou como ia explicar o resultado negativo ao sócios, que esperavam uma reacção positiva da equipa minutos depois do Benfica ter empatado frente ao Boavista, em pleno Estádio da Luz.

Enquanto Bruno de Carvalho criticava os jogadores, do lado de fora do Estádio Municipal de Chaves, um grupo de adeptos leoninos (vigiados fortemente pela polícia) esperava os jogadores para os vaiarem fortemente.

Com o ambiente a “fervilhar”, os “capitães” Adrien Silva e William Carvalho e ainda Bas Dost não aguentaram mais e confrontaram o presidente leonino, criticando-o e mostrando desagrado pela maneira como Bruno de Carvalho se dirigiu aos jogadores.

Com a ajuda dos outros “capitães” (Rui Patrício e Bryan Ruiz) os ânimos acalmaram, Bruno de Carvalho também e os acontecimentos cá fora não foram tão graves como se fazia prever, mas certamente a viagem para Lisboa não decorreu num clima calmo e sereno.

Este Domingo começa a segunda parte da “operação Chaves”, pois na próxima 3ª Feira há novo confronto com o clube flaviense e no terreno deste, que pode provocar tumultos fortes se o resultado for negativo, já que significa a eliminação da Taça Placard, a única competição onde o Sporting tem legítimas aspirações.