BMW Team Brasil vence a etapa do Blancpain Sprint em Nogaro

BMW Team Brasil vence a etapa do Blancpain Sprint em Nogaro

17

A Segunda-feira (6) começou com festa brasileira em Nogaro (França) onde ocorreu a Corrida Principal do Blancpain Sprint Series, válida pela primeira etapa do ano. A tão sonhada vitória, e que passou muito perto na temporada 2014, concretizou-se esta manhã e isso dá ainda mais motivação à equipa de António Hermann e Washington Bezerra, que faz o seu terceiro ano em solo europeu.

Blancpain Sprint Series 2015 - Pódio em NogaroA vitória suada e acirrada nas voltas finais veio pelas mãos (e pés) de Dirk Müller/Maxime Martin, a bordo do BMW Z4 #77, que correram como convidados, substituindo a dupla titular Átila Abreu/Valdeno Brito. Os Audi R8 de Stephane Richelmi/ Stephane Ortelli, em segundo, e Christopher Mies/Enzo Ide, em terceiro, completaram o pódio.

Os irmãos Sperafico, no BMW Z4 #0, que substituíram Cacá Bueno/Sérgio Jimenez, concluíram a prova em décimo e também pontuaram. Na próxima semana (dia 12), o BMW Team Brasil terá o primeiro desafio no Blancpain Endurance Series, em Monza (Itália), e contará com a presença dos seus pilotos titulares: Bueno, Jimenez e Felipe Fraga no BMW Z4 #0, e Brito, Abreu e Ricardo Sperafico no BMW Z4 #77.

A corrida começou movimentada e logo na primeira volta o belga Maxime Martin, responsável pela primeira metade da prova, assumiu a liderança, superando o Audi #3, naquele momento guiado por Stephane Richelmi, que largou da pole-position. Martin manteve uma tocada forte, chegando a abrir mais de 4s, e ficou na frente da tabela até à abertura do pit-stop. O elenco brasileiro fez novamente um trabalho excelente para a troca de pneus. Mas quando Dirk Müller assumiu o controle do BMW Z4 #77, um pequeno problema no botão de ignição fez com que o piloto perdesse alguns segundos, o que dificultou mais a luta pela vitória, pois o alemão voltou à pista em segundo lugar.

Mas, com paciência, Müller soube usar a sua experiência para superar o Audi #2 de Enzo Ide e reassumir a liderança da prova. Na mesma manobra, Ide facilitou a vida ao companheiro de equipa, Stephan Ortelli, do Audi R8 #3, que ficou em segundo e perseguiu Müller até às voltas finais, fazendo com que os últimos 20 minutos da prova fossem electrizantes. Mas desta vez, e com uma melhor equalização dos BMW’s Z4 (uma solicitação antiga da equipa brasileira), a vitória foi mesmo verde e amarela. Recorde-se que a dupla já tinha subido ao pódio no Domingo (5), com o segundo lugar na Corrida Classificativa.

No outro carro do elenco brasileiro, o BMW Z4 #0 de Ricardo Sperafico/Rodrigo Sperafico, que largou do nono lugar, buscou posições e em pouco tempo Ricardo, que fez a primeira parte da prova, ocupava o sétimo lugar. O paranaense bem que tentou novas ultrapassagens, mas não encontrou espaços no apertado circuito francês de Paul Armagnac. O pit-stop dos irmãos Sperafico também foi muito bem executado, fazendo com que Rodrigo assumisse o BMW Z4 #0 para a segunda metade em sétimo. Mas as disputas neste pelotão também foram acirradas e o BMW Z4 #0 acabou caindo para décimo, posição em que encerrou a prova, marcando um ponto para a equipa BMW Team Brasil na classificação geral. Na prova de Domingo eles terminaram em nono, depois de largarem em último.

António Hermann, Team Principal do BMW Team Brasil, destacou que a vitória é fruto de um trabalho constante, e que aconteceu devido ao esforço e dedicação de todo o elenco. Ele reforçou que isso dá ainda mais confiança à equipa na temporada, especialmente com o retorno dos seus pilotos titulares.

Estamos todos muito felizes. Antes da corrida começar eu já dizia que iríamos vencer hoje. Estávamos muito confiantes e agora vamos p’ra Monza p’ra ganhar lá também na abertura do Endurance. Esta vitória é fruto de muito trabalho, chegámos perto dela várias vezes no ano passado, mas é também uma resposta à nossa luta pela equalização dos carros. Mostra que estávamos certos em solicitar isso e agora estamos competitivos. Em condições iguais vamos sempre brigar juntos. Toda a equipa está de parabéns. Hoje fizemos novamente um pit-stop espectacular, mas o Müller teve um probleminha com o botão de ignição e perdeu alguns segundos, o que tornou a nossa vida um pouco mais difícil na briga pela vitória. Mas, no final, deu tudo certo. Estamos bastante confiantes para o restante da temporada com as nossas duplas brasileiras“, enfatizou Hermann.

Maxime Martin festejou a vitória e agradeceu à equipa brasileira por lhe entregar um carro bom e competitivo.

Estamos muito felizes com esta vitória. Eu acho que foi crucial assumir a liderança tão cedo e usei um pouco da minha experiência para passar na primeira volta. Depois, tive uma corrida limpa e pude abrir um pouco. Perdemos um pouco de tempo no pit-stop, mas o Dirk fez um grande trabalho para retomar a liderança e para controlar Stephane Ortelli nos momentos finais da corrida. Temos que dizer obrigado ao BMW Sports Trophy Team Brasil por nos dar um carro realmente bom. Tornámo-nos mais e mais fortes no fim-de-semana e ganhámos a corrida mais importante“, salientou o piloto belga.

Dirk Müller também agradeceu ao elenco verde e amarelo e ficou feliz em festejar junto com os brasileiros.

Primeiro que tudo, quero dizer um grande muito obrigado a todos. Foi uma vitória muito emocionante e foi muito bom ver os caras festejarem. Maxime fez uma largada fantástica e abriu uma boa diferença. Infelizmente eu cometi um pequeno erro no pit-stop. A paragem e a troca de pilotos foram incrivelmente rápidas, até mais do que eu esperava. Mas, não pressionei o botão de ignição correctamente e isso custou-nos tempo. A partir daí eu fui para o ataque. Foi muito divertido. Retomei a liderança com uma grande ultrapassagem. Depois pude controlar a prova e o Audi atrás de mim. Foi realmente fantástico. Obrigado ao Maxime e a toda a equipa que fez um trabalho brilhante no fim-de-semana. Eles realmente merecem a vitória“, destacou Müller.

Ricardo Sperafico resumiu que o fim-de-semana não foi como imaginou, devido aos problemas que tiveram, mas ficou feliz por ver a vitória da equipa.

Não foi um fim-de-semana como a gente esperava. Tivemos alguns problemas no qualifying e na Corrida Classificativa, onde largámos em último, mas recuperámos e terminámos em nono. Hoje, tínhamos uma expectativa boa, mas o nosso carro não teve o ritmo que esperávamos. Apesar disso, estamos felizes pelo resultado da equipa, pela vitória e foi muito positivo em geral, porque não tivemos nenhum acidente, então foi excelente para todos. Começamos o ano bem e agora vamos trabalhar para melhorar o ritmo do BMW Z4 #0 também e ir p’ra frente“, comentou.

O paranaense de Toledo, que estará no grid da primeira etapa do Endurance, com Átila e Valdeno, falou das expectativas para a etapa que acontece na semana que vem.

Em Monza, eu vou correr com o Átila e o Valdeno, assumindo o carro que venceu a corrida de hoje. Mas lá será uma prova de Endurance e muda bastantes coisas, como os compostos dos pneus, os freios, entre outros. É uma corrida bem diferente, mas a expectativa é a melhor possível e vamos ver se o carro corresponde bem também nas provas de longa duração. É uma prova mais competitiva, com 60 carros inscritos, diferente também na duração, já que aqui é meia hora p’ra cada piloto e lá são três pilotos, uma hora p’ra cada. Vamos lutar para começar bem também“, finalizou.