Biografias: Ana Ivanovic

Biografias: Ana Ivanovic

123

Ana Ivanovic nasceu a 6 de Novembro de 1987 em Belgrado, na Sérvia. Começou a sua promissora carreira aos 5 anos, quando telefonou, por sua iniciativa, para uma escola de ténis, depois de ter visto na televisão um anúncio da instituição de ensino.

Em 1999, quando Ivanovic ainda era uma adolescente, a NATO resolve bombardear a Sérvia de modo a terminar com a Guerra na Bósnia, que tinha sido despoletada pelo presidente Slobodan Milosevic, que governava o território da ex-Jugoslávia desde 1994.

Mesmo com os bombardeamentos, a tenista conseguia treinar de manhã, pois as bombas “só” caíam das 15h00 até às 24h00.

Aos 15 anos, Ivanovic perdeu a sua primeira partida de ténis e, logo depois, no balneário, chorou durante 4 horas seguidas, pedindo ao seu treinador da altura (Dan Holzmann) para desistir dela, pois nunca seria uma boa tenista profissional.

A 8 de Setembro de 2007, Ivanovic foi nomeada embaixadora sérvia da boa vontade, pela Unicef, juntamente com Aleksandar Dordevic e Emir Kusturica, tendo um papel importante nas áreas da educação e da defesa dos direitos da criança.

HOBBIES

a_anivanovic2.jpgPara além do ténis, Ana gosta imenso de jogar Street Basquetebol, Gamão e até Sudoku com o seu irmão Milos Ivanovic.

Com as suas grandes amigas Maria Kirilenko, Svetlana Kuznetsova e Sanja Ancic, a tenista costuma ir às compras, ao cinema ou ver alguns jogos de futebol da equipa do seu tio, que actualmente ocupa um modesto 10º lugar no Campeonato Sérvio da 6ª Divisão.

Ivanovic também gosta muito de viajar (de preferência sozinha) para lugares exóticos como o Japão, a Malásia, as Filipinas e a Indonésia. Adora comer um bom sushi, acompanhado com batatas fritas, e ouvir música Rock.

Os seus grandes ídolos são os tenistas Mónica Seles e Roger Federer, apesar de também gostar muito de Novak Dojkovic.

ESTILO DE JOGO:

a_anivanovic2.jpgAna Ivanovic gosta de jogar no fundo do court, pois tem uma pancada muito forte e costuma fazer muitas diagonais.

Apesar de subir pouco à rede, a tenista tem um Volei prefeito, que deixa as suas adversárias completamente desorientadas.

Ivanovic joga mais com a mão direita, mas também faz algumas belas jogadas com a mão esquerda ou com as duas mãos.

O seu Serviço é muito forte, mas inconstante, o que lhe causa muitos problemas psicológicos, que já lhe fizeram perder jogos considerados fáceis.

Apesar do seu estilo de jogo se adaptar a todos os tipos de piso, e de ter conseguido grandes resultados em vários courts, Ivanovic gosta de jogar em Terra Batida, sendo Roland Garros o seu torneio preferido.

Actualmente, a tenista sérvia é patrocinada pela Adidas, mas já representou a Nike, a Wilson HTour, NTour, NTour 2, NBlade e Yonex RQis Tour 1.

MARCOS NA CARREIRA:

a_anivanovic2.jpgEm 2004, Ana Ivanovic chegou à Final do Torneio Júnior de Wimbledon, perdendo esse encontro com a ucraniana Kateryna Bondarenko.

Nesse ano, conseguiu 26 vitórias nos Torneio Challenger, mas nas provas da WTA em que participou (Zurique e Luxemburgo) perdeu na primeira Ronda, com a norte-americana Venus Williams e a russa Tatiana Golovin, respectivamente.

Em 2005, Ivanovic vence o seu primeiro torneio WTA em Camberra, na Austrália, derrotando na Final a húngara Melinda Czink por 2-0.

Em Março, conseguiu subir vários lugares no ranking depois de ter vencido tenistas como Svetlana Kuznetsova, Nádia Petrova e Vera Zvonareva. No entanto, a francesa Amelie Mauresmo e a suíça Patty Schnyder conseguiram sempre derrotar a tenista sérvia em vários torneios importantes, como por exemplo o Open da Austrália, o Excel Open, o Key Biscane, o Open de Zurique e o Open de Linz.

Em 2006, Ana Ivanovic jogou a Taça Hopman, com o seu colega Novak Djokovic, conseguindo levar a Sérvia até ao 2º lugar.

No Torneio de Sydney, venceu Amélie Mauresmo, mas perdeu nos Quartos-de-Final com a amiga Svetlana Kuznetsova.

Em Melbourne, no Open da Australia, Ivanovic venceu Anna Chakvetadze, mas foi derrotada logo na ronda seguinte por Elena Dementieva.

Em Terra Batida, derrotou Patty Schnyder e Anna Chakvetadze, perdendo com Na Li e Anastacia Myskina.

Em Wimbledon, derrotou a suíça Martina Hingis, a belga Kim Clijsters e a russa Maria Sharapova, mas voltou a perder com Amelie Mauresmo.

A partir daí, os resultados não foram os melhores, devido a uma lesão no ombro direito. Ivanovic perdeu com Serena Williams (no Open dos E.U.A.), com Olga Poutchkova (no Torneio de Bali), com Venus Williams (no Torneio de Luxemburgo), com Maria Sharapova (no Open de Linz) e com Michaella Krajicek (em Hasselt).

Em 2006, a tenista sérvia também jogou 9 Torneios de Pares, juntamente com a russa Maria Kirilenko e a indiana Sania Mirza.

No ano seguinte, Ivanovic perdeu nos Quartos-de-Final do Torneio de Gold Coast e do Torneio de Sydney.

Depois de ter sido eliminada no país dos cangurus, a tenista informou no seu site oficial que David Taylor tinha sido demitido do cargo de treinador.

Mesmo assim, as coisas não melhoraram, pois Ivanovic voltou a perder nas rondas preliminares dos Torneios de Tóquio, de Antuérpia, de Indian Wells, de Key Biscayne, de Amelia Island e de Roland Garros.

Pelo meio, venceu o Torneio de Berlim e bateu em algumas eliminatórias jogadoras como Clijsters, Jankovic, Sharapova, Bammer, Shvedova, Golovin, Zvonareva, Schnyder, Kuznetsova e Henin.

No Torneio de S’Hertogenbosch, perdeu nos Quartos-de-Final com Daniela Hantuchova, e em Wimbledon perdeu nas Meias-Finais com Venus Williams, num encontro muito duro.

Em Agosto, Ivanovic esteve parada devido a uma lesão no joelho, contraída no Torneio do All England Club. No mês seguinte, a sérvia voltou em força e venceu o Torneio de Carson, derrotando nas Meias-Finais, Jelena Jankovic e na Final, Nádia Petrova.

Mas, na semana seguinte, no Canadá, os “fantasmas” de Taylor devem ter voltado a pairar sobre a cabeça da jogadora sérvia, pois foi eliminada do Torneio de Toronto, logo na 1ª Ronda, pela qualifying Yan Zi.

No Open dos E.U.A voltou a perder com Venus Williams, mas na Europa, mais concretamente no Luxemburgo, a sérvia vence mais um Torneio.

Num “sobe e desce” do estado de forma, Ivanovic perdeu em Estugarda com a ucraniana Kateryna Bondarenko, e em Zurique com a russa Golovin.

No Masters, a tenista derrotou, no Grupo vermelho, a russa Kuznetsova e a checa Hantuchova. Na última jornada perdeu com Sharapova, mas já estava apurada para as Meias-Finais.

No jogo de acesso à Final, a tenista sérvia perdeu com a belga Justine Henin, terminando o ano na 4ª posição do ranking WTA.

Em 2008, as coisas voltaram a não começar bem. Em Hong Kong, Ivanovic perdeu com Elena Dementieva e em Sydney foi derrotada por Justine Henin, mas apenas nas Meias-Finais.

No Open da Austrália, a sérvia mostrou um ar da sua graça, chegando à Final, onde perdeu com a russa Maria Sharapova.

Na Fed Cup, Ivanovic ajudou a sua selecção a derrotar a Polónia, a Roménia e a Holanda, vencendo os seus encontros contra Urszula Radwanska, Monica Niculescu e Renee Reinhard, respectivamente.

Em Março, a tenista sofre mais uma lesão, desta feita no tornozelo esquerdo, mas mesmo assim joga nos Torneios de Doha e do Dubai, perdendo em ambos nos Quartos-de-Final.

No mês seguinte, conquistou o Torneio de Indian Wells, ao derrotar na Final a russa Svetlana Kuznetsova, e foi derrotada pela norte-americana Lindsay Davenport na 3ª Ronda do Torneio de Miami.

Autor: João Miguel Pereira

PARTILHAR