Benfica vence Moreirense por 3-2 e ascende ao 3º lugar da Liga...

Benfica vence Moreirense por 3-2 e ascende ao 3º lugar da Liga NOS

22

O SL Benfica recebeu e venceu, este Sábado, o Moreirense, por 3-2, em encontro a contar para a 3ª Jornada da Liga NOS 2015/2016, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa.

Depois da derrota frente ao Arouca, os “encarnados” precisavam de uma vitória para acalmar as “hostes”, pois a contestação ao técnico Rui vitória começava a crescer de tom.

Apesar do desaire da ronda anterior, o treinador do conjunto lisboeta voltou a apostar no mesmo “onze” e as coisas até começaram a correr bem, com muita posse de bola e algumas jogadas de fino recorte técnico.

No entanto, o golo, o tão aguardado golo não aparecia, e nas bancadas, o apoio era unânime, mas de vez em quando os adeptos mais impacientes soltavam um ou outro assobio.

Se o estado de espírito dos simpatizantes “encarnados” já não era bom, ficou pior aos 30 minutos, altura em que Rafael Martins marcou um golo, num contra-ataque bem realizado pelo conjunto de Moreira de Cónegos.

Até ao intervalo, o Benfica tentava reagir, mas as coisas já não saiam como os jogadores queriam, pois o Moreirense fechava bem as suas linhas defensivas e os avançados do conjunto lisboeta apenas conseguiam remates de longe, que não assustavam Stefanovic.

Na segunda metade, a formação visitada foi à procura do golo do empate, mas o conjunto minhoto continuava bem coeso e preparado para responder a cada investida dos pupilos de Rui Vitória.

No entanto, a frescura física já não era a mesma e os contra-ataques deixaram de fazer efeito, apesar das constantes indicações de Miguel Leal, que insistia em pedir aos seus jogadores mais mobilidade atacante.

As indicações de Miguel Leal faziam sentido, até porque o Benfica estava mais perigoso e o Moreirense defendia cada vez mais perto da sua baliza, para gáudio dos adeptos “encarnados”.

Nesta altura, a Luz era um “vulcão de emoções”, que “explodiu” quando o relógio do encontro marcava 75 minutos, graças a um cabeceamento espectacular de Raul Jimenez, que tinha entrado minutos antes.

No minuto seguinte, as bancadas da Luz tremeram de emoção, pois Samaris dava a volta ao marcador, deixando o técnico Rui Vitória verdadeiramente mais descansado e com outro semblante.

No entanto, as emoções não se iam ficar por aqui, pois ainda antes dos 90 minutos, o Moreirense conseguiu empatar, por intermédio de Ramon Cardozo, e a 3 minutos do fim, Jonas aproveitou a passividade do conjunto “verde-e-branco” para atirar a bola para o fundo da baliza e fazer o golo da vitória.

Com este golo, a resistência do Moreirense acabou e os pupilos de Miguel Leal arrastaram-se até ao final da partida, pois a capacidade física já era muito baixa, o que se traduzia na capacidade técnica.

O Benfica volta a vencer com bastantes dificuldades, mas o Moreirense merecia sair da Luz com um empate, apesar do 2-2 ter sido obtido de forma ilegal (o jogador que marca o golo está em fora-de-jogo).

Com este resultado, o Benfica salta para o 3º lugar, com os mesmos pontos do Arouca (os arouquenses têm menos um jogo) e menos 1 que o líder FC Porto, enquanto o Moreirense afunda-se na classificação e é último, com os mesmos pontos de Tondela e Académica, que ainda não jogaram nesta ronda.