Benfica e Sporting empatam e continuam com 8 pontos de diferença

Benfica e Sporting empatam e continuam com 8 pontos de diferença

Os "encarnados" foram surpreendidos pelo Boavista, no Estádio da Luz, enquanto os "leões" empatam em Chaves, com o Desportivo local

42

Os empates de Benfica (frente ao Boavista, na Luz) e Sporting (na deslocação ao terreno do D. Chaves) deixaram os dois rivais de Lisboa separados por 8 pontos, na classificação da Liga NOS.

Os “encarnados” foram surpreendidos por um Boavista muito personalizado, que não colocou “dois autocarros” em frente à baliza e teve a coragem de lutar “olho por olho”, “dente por dente”.

Aos 25 minutos, já vencia por 3-0 (golos de Iuri Medeiros, Lucas e Schembri), mas ainda antes do intervalo Mitroglou (que começou o jogo no banco de suplentes) iniciou a “remontada”.

Franco Cervi e Andrija Zivkovic foram as apostas de Rui Vitória para a segunda metade, e os jogadores cumpriram o seu papel, já que ajudaram o Benfica a chegar ao empate (os golos foram de Jonas, na cobrança de uma grande penalidade a castigar uma falta sobre Cervi, e de Fábio Espinho, desvio de cabeça, fazendo com que a bola entrasse na sua baliza).

Mitroglou, Salvio e Pizzi, para o Benfica, e ainda Renato Santos e Anderson Carvalho, para o conjunto portuense, estiveram perto de desfazer a igualdade, mas o polémico encontro (os 3 golos do Boavista parecem-nos irregulares, mas passaram em claro pela equipa de arbitragem) terminou empatado e os “encarnados” poderiam ter perdido 2 pontos para o rival Sporting.

De facto, a diferença poderia ser “apenas” de 6 pontos, mas manteve-se nos 8, porque os “leões” também não foram além de um empate na deslocação ao Estádio Municipal de Chaves, onde defrontaram a equipa local.

O jogo nunca esteve fácil para os “leões” (aos 4 minutos já perdiam por 1-0, golo de Rafael Lopes), mas aos 87 minutos, ou seja, a 3 minutos do final, o Sporting controlava os acontecimentos e vencia por 2-1 (bis de Bas Dost).

No entanto, um momento de inspiração de Fábio Martins, que aproveitou o adiantamento de Rui Patrício, fez com que o D. Chaves restabelecesse a igualdade e deixasse os adeptos leoninos em polvorosa.

O Sporting está em 3º lugar (à condição, pois o Sp. Braga ainda não jogou), mas os simpatizantes da equipa lisboeta não pouparam os jogadores à saída destes do estádio flaviense, gritando a plenos pulmões “vocês são uma vergonha” e “seus palhaços, joguem à bola”.

Os adeptos, vigiados por um forte cordão policial, só acalmaram quando Bruno de Carvalho se aproximou deles e prometeu “soluções”, não adiantando quais nem quando irão ser tomadas.

Os jogos dos dois “grandes” de Lisboa prometiam muito, mas acabaram por deixar tudo na mesma em relação aos dois clubes, podendo o FC Porto e o Sp. Braga aproveitarem os deslizes se vencerem os seus jogos desta ronda, que se disputam no próximo Domingo e na próxima 2ª Feira.