Benfica: “Senti que algo de corrupto se passava”, revela Kikin Fonseca

Benfica: “Senti que algo de corrupto se passava”, revela Kikin Fonseca

292

O ex-jogador Kikin Fonseca (deixou o futebol há cerca de 18 meses) recordou a sua passagem pelo Benfica revelando uma história, no mínimo, curiosa, falando mesmo em “corrupção”.

Em declarações ao jornal O Jogo, o antigo atleta dos “encarnados” começou por dizer que “José Veiga veio ter comigo ao México e tratou de toda a transferência, mas quando cheguei a Lisboa fui posto de lado e jogava pouco”.

Descontente com a situação, pensou em sair, mas algo estranho fê-lo recuar na sua decisão: “Apareceu um senhor croata, Zdenko Ilicic, a pedir-me 300 mil euros, algo que recusei na altura; o mesmo representante disse que conhecia Fernando Santos [treinador na altura] e que iria pedir para me prejudicarem se eu não desse o dinheiro; disse que o processo tinha sido tratado por José Veiga, mas Ilicic disse que a transferência tinha sido tratada por ele e por um sócio e por isso queria o dinheiro”.

Espantado com tamanha surpresa, o jogador decidiu falar com Fernando Santos: “Fui ter com o treinador, contei-lhe a história e perguntei-lhe se era verdade; ele respondeu-me que não tinha nada a ver com isso, mas a verdade é que não jogava e era posto de lado; diziam-me que o treino era à tarde e quando chegava ao estádio já toda a equipa tinha treinado; depois disseram-me que queriam que eu fosse para o Hamburgo e depois deixaram de falar comigo, até que decidi ir embora”.

Kinkin terminou a sua declarações dizendo que “não sei nem quero saber as relações de José Veiga com os representantes croatas, mas senti que algo de corrupto se passava; pedirem-me dinheiro para jogar, é impensável”.

O antigo jogador mexicano passou pelo Benfica em 2006/2007, tendo efectuado 13 jogos e marcado 3 golos, depois de ter sido considerado como goleador e como uma mais valia para a equipa da altura.