Baja Proença-Oleiros: Filipe Ferreira venceu o Desafio Polaris Ace

Baja Proença-Oleiros: Filipe Ferreira venceu o Desafio Polaris Ace

122

A Baja TT Proença-a-Nova/Oleiros/Mação recebeu com muita curiosidade e uma enorme simpatia a segunda etapa do Desafio Polaris, competição destinada aos pequenos mas muito interessantes ACE 570, a mais recente aposta em termos de promoção e procura de novos valores no âmbito das competições de todo-o-terreno em Portugal. Depois de uma jornada inaugural infelizmente marcada pela trágica morte do piloto de Quad Bruno Ferreira, coube à Beira Baixa e à Escuderia Castelo Branco lançar para a pista máquinas e pilotos.

No prólogo com 9,6 quilómetros o mais rápido foi o ex-piloto de velocidade Ricardo Megre, que se superiorizou ao estreante absoluto Filipe Ferreira. Pelo caminho ficou Alexandre Freitas acidentado, como podemos ver através da imagem onboard do Polaris de Ricardo Megre, que no final deste sector inaugural se mostrava muito satisfeito com a sua prestação. Para o dia seguinte os concorrentes deste Desafio que utiliza o ACE 570, o UTV de menor cilindrada produzido pelo construtor americano Polaris, tinham pela frente um troço com 118 quilómetros de extensão.

Apesar de ter sido forçado a fazer os derradeiros 30 quilómetros com um furo, Filipe Ferreira conseguiu chegar ao triunfo, se bem que pela margem mínima de 41s. Apostado em ganhar, ou não fosse ele um piloto habituado às vitórias, Ricardo Megre não deixou de tecer rasgados elogios ao vencedor, a par de contar diversas peripécias pelas quais a sua corrida passou.

Joana Lopes, irmã do líder do campeonato UTV, é a única senhora que aceitou este desfio e teve, na prova beirã, um excelente comportamento nesta sua estreia absoluta em competição.

Classificação do Desafio Polaris ACE 570 (após a 2ª prova)

1º Ricardo Megre (JL Racing), 27 pontos
2º Filipe Ferreira (Garonda), 26
3º Joana Lopes (JL Racing), 18
4º Alexandre Freitas (JL Racing), 3