Azeméis Super TT 2017: João Rebelo Martins foi o anfitrião do evento

Azeméis Super TT 2017: João Rebelo Martins foi o anfitrião do evento

João Rebelo Martins teve oportunidade de colocar convidados e público em contacto com o melhor que Oliveira de Azeméis tem para oferecer: a gastronomia, as paisagens e toda a envolvência desta mística das competições TT

47

João Rebelo Martins - Azeméis Super TT 2017O piloto natural de Oliveira de Azeméis, João Rebelo Martins, que este ano se estreou aos comandos de uma Yamaha YXZ 1000 RSS, depois de em 2016 ter sido vencedor do Desafio Polaris Ace, foi o anfitrião do Azeméis Super TT, grande evento de promoção do CNTT que reuniu perto de meia centena de pilotos, incluindo os campeões da modalidade, bem como as especiais presenças de Nani Roma, Filipe Campos e Nuno Matos, convidados de honra da iniciativa.

O Yamaha de João Rebelo Martins foi uma das máquinas do CNTT testadas por Nani Roma, piloto com créditos mundiais firmados no todo-o-terreno, que juntamente o consagrado Filipe Campos testaram ainda quatro motos, um quad e mais quatro SSV, neste evento que levou até à cidade de Oliveira de Azeméis centenas de visitantes.

Foi uma oportunidade única de ver, não só um piloto de reconhecidos créditos mundiais, como também mais de três dezenas de máquinas a evoluírem ao longo de dois dias em três troços especialmente preparados para o efeito, daquele que é considerado por muitos, entre os quais Stephane Peterhansel, o melhor campeonato de todo-o-terreno da Europa.

João Rebelo Martins teve oportunidade de colocar convidados e público em contacto com o melhor que Oliveira de Azeméis tem para oferecer: a gastronomia, as paisagens e toda a envolvência desta mística das competições TT que faz as delícias dos aficionados da modalidade, dinamiza e anima a cidade.

“Foi para mim uma enorme satisfação poder estar tão envolvido nesta acção que decorreu na cidade onde nasci e vivo. Foi com enorme prazer que me envolvi no evento. Ter a possibilidade de mostrar o que Oliveira de Azeméis tem para oferecer é para mim um orgulho enorme e, também por isso não podia estar mais satisfeito com o evento. Poder regressar ao volante do meu Yamaha também foi óptimo, depois de dois meses e meio de paragem”, revela o piloto oliveirense que teve de abandonar as três provas iniciais do Campeonato devido a problemas mecânicos e a um acidente que na prova de Loulé, o impediu de continuar quando liderava a categoria TT2.

“Estou muito satisfeito por ter andado com o Nani Roma, o Filipe Campos e o Nuno Matos, foi uma experiência única. Por fim, quero também agradecer a todos os que tornaram este evento possível e que contribuíram para o seu sucesso. Agradeço à Câmara Municipal, aos Bombeiros, à GNR, ao Caima Radical, ao Moto Club ‘Os Últimos’, ao Rotaract e Interact Club de Oliveira de Azeméis, a todos os voluntários e lojistas”, acrescenta João Rebelo Martins.