Apuramento para o Mundial’2018: Portugal goleia Ilhas Faroé, mas continua atrás da...

Apuramento para o Mundial’2018: Portugal goleia Ilhas Faroé, mas continua atrás da Suíça

A Selecção Nacional espera agora por uma "escorregadela" dos helvéticos antes do decisivo embate entre as duas melhores equipas do grupo, marcado para o próximo dia 10 de Outubro

46

Fase de Qualificação para o Euro'2016A Selecção Nacional “A” venceu a sua congénere das Ilhas Faroé, por 5-1, em jogo a contar para a 7ª Jornada do Grupo B da Fase de Apuramento para o Mundial’2018, disputado no Estádio do Bessa, na cidade invicta.

Sabendo que não poderia perder pontos para ainda poder sonhar com o apuramento directo, Portugal entrou muito forte e chegou à vantagem logo aos 2 minutos, com um espectacular “pontapé de bicicleta” de Cristiano Ronaldo.

Depois foi descansar, gerir o resultado e beneficiar de um erro do árbitro (grande penalidade mal assinalada a favor da equipa nacional) para fazer o 2-0 e deixar Fernando Santos mais calmo (esteve muito nervoso nos primeiros 30 minutos).

Ainda antes do intervalo, as Ilhas Faroé resolveram subir no terreno e chegaram ao tento de honra, apontado por Baldvinsson, que deixou os cerca de 1000 adeptos nórdicos completamente em êxtase.

Na segunda metade, a Selecção Nacional resolve pressionar fortemente o último reduto do adversário e rapidamente chega ao 4-1, depois dos remates certeiros de William Carvalho (antes de entrar na baliza a bola ainda sofre um desvio, devido a um toque de Viljormur Davidsen) e Cristiano Ronaldo.

A partir dos 65 minutos, e com a vitória praticamente garantida, os jogadores resolveram poupar forças para o desafio com a Hungria (no próximo Domingo) e limitaram-se a trocar a bola entre si.

A partir dos 80 minutos, o público presente nas bancadas resolve agitar o jogo e começa a gritar a célebre frase “só mais um”, pedido que é rapidamente acedido pela Selecção, que chega aos 5-1, com um remate certeiro de Nelson Oliveira, que se estreia a marcar na presente Fase de Apuramento.

No tempo de descontos, o público pediu novamente mais um golo, mas desta vez os jogadores resolveram mesmo poupar as forças e esperar pelo derradeiro apito do árbitro Srdjan Jovanovic, da Sérvia.

Destaque ainda para as “dispensas temporárias” de Bruno Alves e de Adrien Silva: o defesa por ter sofrido uma gastrite, enquanto o médio pediu para ir a Inglaterra acertar a sua transferência para o Leicester City.

Ao fim da 7ª ronda, Portugal continua na 2ª posição atrás da Suíça e espera agora por uma “escorregadela” dos helvéticos antes do decisivo embate entre as duas melhores equipas do grupo, marcado para o próximo dia 10 de Outubro.