António de la Rosa é o primeiro atleta a unir Madrid e...

António de la Rosa é o primeiro atleta a unir Madrid e Lisboa em Paddle Surf

93

O remador espanhol António de la Rosa tornou-se, este Domingo, na primeira pessoa a fazer a travessia Madrid-Lisboa em “paddle surf”, modalidade desportiva onde o atleta se move em cima de uma prancha de surf (em pé) com a ajuda de um remo.

De la Rosa chegou esta manhã ao renovado Cais das Colunas, na Praça do Comércio (em Lisboa), depois de percorrer 887,86 quilómetros através dos rios Lozoya, Jarama e Tejo.

O embaixador espanhol do Turismo de Natureza começou a sua aventura no passado dia 28 de Julho na pequena localidade de Buitrago de Lozoya, perto da Serra Norte de Madrid.

Ao jornal Marca, o remador espanhol referiu que se sentia “muito feliz” por ter “superado o desafio”, pois “houve fases difíceis, pois os rios tinham pouco leito, água muito suja e muitos locais com troncos e galhos devido aos detritos que se foram acumulando durante o Inverno”.

O percurso foi dividido em 19 etapas, mais do que as 14 inicialmente previstas, já que o atleta preferiu fazer “apenas” 12 horas, ou cerca de 60 Km por dia, devido às dificuldades descritas acima.

“Este desafio já estava na minha cabeça há muitos anos e a ideia inicial era fazê-lo numa canoa, mas quando me iniciei no “paddle surf” decidi logo fazê-lo nesta modalidade”, disse o “vallisoletano”.

A prancha que o atleta espanhol utilizou não é uma prancha de surf normal, pois é insuflável (foram precisos 300 litros de ar para enchê-la) e um pouco maior que aquelas que os surfistas normalmente utilizam.

Em 2014, António de la Rosa já tinha feito o Desafio Iditarod (travessia do Alasca em esquis) e foi o primeiro espanhol a participar e triunfar nos Rames Guyane (travessia solitária do Oceano Atlântico num barco a remos).

Em 2016, o atleta espanhol espera fazer a travessia entre os dois pólos (Norte e Sul) num barco a remos e em menos de um ano, pois até hoje ninguém conseguiu alcançar este feito.

PARTILHAR