Africa Eco Race 2017: Azinhais voa para 7º, Frederico segura posição

Africa Eco Race 2017: Azinhais voa para 7º, Frederico segura posição

Saindo na causa do pelotão, Alexandre Azinhais atacou desde o primeiro quilómetro, passando muitos adversários e sendo sétimo no fecho da especial

43

Em dia de 10ª etapa na Africa Eco Race 2017, a equipa da Albufeira Racing Team voltou a estar hoje em destaque por força das prestações conseguidas por Alexandre Azinhais e Didier Frederico.

Num dia com 423 quilómetros de especial e com as dunas a ficarem cada vez mais para trás, a especial de hoje revelou-se rápida e com paisagens espectaculares, como o Vale Branco ou a famosa passagem por Amoudjar na sua fase inicial, seguindo-se depois pistas com mais pedra e no final uma zona de dunas num verdadeiro ‘misto’ de pisos e estilos de condução.

Os dois pilotos da Albufeira Racing Team estiveram de novo em conjunto na especial; saindo na causa do pelotão, Alexandre Azinhais atacou desde o primeiro quilómetro, passando muitos adversários e sendo sétimo no fecho da especial, assinando assim mais um resultado entre os dez melhores.

“Por causa do abandono na oitava etapa fui penalizado em 36 horas e para mim a classificação final está completamente fora de questão. Por isso os objectivos passam por conseguir os melhores resultados possíveis até ao final da prova. Hoje parti no final do grupo e ataquei forte ao longo de toda a especial e ser sétimo é muito positivo. O Didier esteve novamente muito bom e manteve a nona posição da geral, que quer segurar até chegarmos a Dakar”, comentou Alexandre Azinhais no final de um dia longo, mas muito saboroso para ambos os pilotos, que continuam a mostrar rapidez e consistência nesta nona edição da prova que liga o Mónaco a Dakar.

Didier Frederico geriu muito bem a sua corrida e ao cruzar a linha de chegada na 14ª posição mantém a nona posição da geral e aproximou-se de forma substancial do oitavo posto, que está agora apenas a 18 minutos, que podem ser recuperados nos 208 quilómetros daquela que é a derradeira especial a sério da prova e que ligará amanhã Akjoujt a Saint Louis já em território do Senegal.