Abbate e Fogaça marcam pontos na etapa atribulada da Stock em Ribeirão

Abbate e Fogaça marcam pontos na etapa atribulada da Stock em Ribeirão

25

A segunda etapa da Stock Car, realizada em rodada dupla neste Domingo (dia 5), em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, teve corridas disputadas em condições distintas. Na primeira delas, com asfalto molhado e duração mais longa (48 minutos), a vitória foi do pentacampeão Cacá Bueno. Na segunda, já no seco e com menos voltas (28 minutos), Tuka Rocha levou a melhor e venceu a sua primeira vitória na categoria. Marcos Gomes, que chegou em segundo na corrida 1, assumiu a liderança do campeonato, com 36 pontos.

Fogaça e Abbate - Stock Car 2015 - 2ª Etapa - Ribeirão PretoNa equipa Hot Car Competições (Bardahl), os pilotos Raphael Abbate e Fábio Fogaça enfrentaram alguns problemas, mas acabaram marcando os primeiros pontos no campeonato 2015. Fogaça, logo na primeira corrida, já sofria com a falha do motor do Stock #72. O piloto parou nas boxes e a equipa tentou corrigir o problema no chicote, que causava a falha de um cilindro. No entanto, como é um problema eléctrico complicado, que exige horas para o conserto, o piloto voltou e tentou fazer o que pôde para se manter na pista. No final, foi o 20º e marcou um ponto. Abbate chegou uma posição à frente, garantindo dois pontos.

Na corrida 2, a dupla da Hot Car vinha bem e estava entre os 15 primeiros. Fogaça lutava contra a falha do motor até ser batido por outro competidor, sendo obrigado a abandonar com o carro bastante danificado. Já Abbate corria para marcar novos pontos, mas acabou escapando na penúltima volta e terminou em 17º (na segunda prova, apenas os 14 primeiros marcam pontos).

Apesar da forte batida, Abbate gostou das disputas na segunda prova. O estreante aproveitou para ganhar ‘mais horas de voo’.

A segunda corrida foi bem bacana, muito disputada e estava bem emocionante, inclusive. Infelizmente, acabei batendo na penúltima volta. Agora, é partir p’ra próxima. Eu ganhei a corrida do Brasileiro de Turismo lá no Velopark no ano passado. É uma pista que eu gosto bastante e a expectativa é boa. Já estou mais adaptado ao carro, ao ritmo e acho que agora já vai dar para ser mais competitivo“, destacou o piloto do Stock #26, lembrando que a próxima etapa acontece dia 26 na pista gaúcha.

Fogaça lamentou os problemas neste Domingo e também já pensa na terceira etapa da categoria.

Já saímos da box com um problema no motor, mas eu não consegui perceber, porque a pista estava muito molhada, não dava para andar muito perto de ninguém, mas assim que largou eu já notei que havia uma perda muito grande de potência e fui-me arrastando até à segunda corrida, quando o [Ricardo] Zonta me bateu. No final de tudo, acabamos marcando um pontinho e agora é focar no Velopark“, finalizou o piloto de Sorocaba, no interior de São Paulo.