Taça de Portugal: FC Porto vence Feirense por 1-0 com golo de...

Taça de Portugal: FC Porto vence Feirense por 1-0 com golo de Aboubakar

120

O FC Porto venceu o Feirense, por 1-0, em jogo a contar para os Oitavos-de-Final da Taça de Portugal, disputado no Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira.

Apesar de Julen Lopetegui ter dito que a equipa da Segunda Liga era bastante forte e melhor que muitas que militam na Liga NOS, o técnico portista resolveu fazer algumas alterações ao seu “onze-base”.

Na baliza retirou Iker Casillas e colocou Helton, no sector defensivo colocou José Angel no lugar de Maxi Pereira, no meio-campo jogou Rúben Neves, e na frente de ataque estiveram Jesus Corona e Alberto Bueno, acompanhados por Aboubakar.

O avançado camaronês acabou por ser decisivo, pois foi o autor do único golo da partida, apontado aos 10 minutos, depois de um excelente cabeceamento, que não deu nenhuma possibilidade de defesa a Makaridze.

Os primeiros 45 minutos foram dominados pelos “azuis-e-brancos”, mas o Feirense também teve 3 oportunidades, que não resultaram em golo por mero acaso ou porque Helton resolveu mostrar toda a sua versatilidade à frente dos postes da baliza portista.

Ao intervalo, a vantagem do conjunto orientado por Julen Lopetegui era justíssima, mas uma igualdade também se aceitava, pois a equipa da casa mostrou argumentos e jogou sempre de igual para igual.

Na segunda metade, o domínio portista foi mais evidente, mas apenas no meio-campo, pois raramente atacava e quando o fazia era sempre aos repelões, sem fio de jogo e sem organização.

O Feirense também já denotava algumas fragilidades a nível físico, e por isso já não atacava muito, dando a iniciativa ao adversário, que poderia cometer um erro a qualquer momento.

A felicidade da equipa da casa ia sendo completa aos 88 minutos, quando Kukula rematou forte e colocado, obrigando Helton a uma defesa de recurso e de forma pouco ortodoxa, mas eficaz.

No entanto, também convém dizer que Jesus Corona fez o mesmo na outra grande área, com algumas diferenças, pois neste caso foi um jogador de campo (Barge) a cortar a bola em cima da linha de golo, depois do atacante mexicano ter ultrapassado o guardião Makaridze e ter rematado para a baliza deserta.

O último apito do árbitro Tiago Martins selou o triunfo do FC Porto e o consequente apuramento para os Quartos-de-Final da competição, juntando-se assim a Rio Ave, Nacional, Arouca, Estoril, Sp. Braga e Gil Vicente.