Belenenses: Derrota em Florença marca fim de caminhada na Liga Europa

Belenenses: Derrota em Florença marca fim de caminhada na Liga Europa

15

O Belenenses perdeu com os italianos da Fiorentina, por 1-0, em jogo a contar para a 6ª e última Jornada do Grupo I da Fase de Grupos da Liga Europa, disputado no Estádio Artemio Franchi, em Florença (Itália).

Depois do empate com o Lech Poznan, os “azuis” precisavam de uma vitória frente ao “gigante” italiano (e uma derrota do emblema polaco) para passar para os 16 Avos-de-Final da prova europeia.

No entanto, como a formação orientada por Paulo Sousa ainda não tinha “carimbado” o passaporte para a próxima fase (precisava de 1 ponto), a tarefa do Belenenses antevia-se muito complicada.

O técnico Ricardo Sá Pinto ainda apostou numa táctica e num “onze” diferentes dos habituais (talvez para surpreender o adversário), mas cedo se percebeu que a Fiorentina era muito mais forte e ia dominar o jogo a seu bel-prazer.

Porém, os jogadores “viola” demoraram muito tempo a mostrar o seu domínio, pois só aos 27 minutos é que Babacar protagonizou o primeiro momento de destaque, ao cabecear à barra da baliza de Hugo Ventura.

Até ao intervalo, Rossi podia (por duas vezes) ter marcado o primeiro golo, mas “falhou o alvo” por centímetros, deixando o técnico Paulo Sousa bastante preocupado e a “fazer contas à vida”.

Na segunda metade, o Belenenses apareceu mais agressivo, mais ainda assim com a pontaria desafinada, pois o primeiro remate dos “azuis” apareceu aos 46 minutos, mas a bola passou muito longe da baliza defendida por Sepe.

Pouco depois, André Sousa tenta a sua sorte com um remate potente, a bola tabela em Astori e quase trai Sepe, que foi obrigado a efectuar uma defesa de recurso; o esférico sobra novamente para o jogador do Belenenses, que atira para as bancadas, quando estava em boa posição para “alvejar” as redes contrárias.

Aos 55 minutos, o Belenenses começou a fraquejar fisicamente e a Fiorentina aproveitou para criar perigo, por intermédio de Marcos Alonso, que atirou à barra de Hugo Ventura; na sequência do lance, Babacar obrigou o guardião “azul” a aplicar-se para evitar o golo.

A 23 minutos do fim, o conjunto “azul” só defendia, pois não tinha capacidade para responder, e foi castigado com um golo, marcado por Babacar, depois de uma bela assistência de Joan Verdú.

A perder, Ricardo Sá Pinto tentou inverter a situação, fez algumas alterações técnicas e tácticas, mas a Fiorentina continuou na “mó de cima”, graças às excelentes arrancadas de Babacar.

O apito final do árbitro veio confirmar a eliminação do Belenenses, que ainda assim teve uma participação algo interessante, com um triunfo em Basileia (quando ninguém esperava) e belas exibições no Estádio do Restelo.

Já a Fiorentina consegue o seu objectivo e avança para os 16 Avos-de-Final juntamente com o Basileia, que à partida para esta derradeira ronda já tinha a sua situação definida, e jogava apenas para cumprir calendário e amealhar mais algum dinheiro, que é sempre importante.