Liga NOS: Arouca vence Boavista, mas “axadrezados” vão protestar o jogo

Liga NOS: Arouca vence Boavista, mas “axadrezados” vão protestar o jogo

27

O Arouca recebeu e venceu o histórico Boavista, por 3-2, em encontro a contar para a 12ª Jornada da Liga NOS 2015/2016, disputado este Domingo no Estádio Municipal de Arouca.

Depois da saída de Petit, os “axadrezados” contam agora com a orientação de Erwin Sanchez (antigo jogador do clube); no entanto, em Arouca quem dirigiu a formação nortenha foi Jorge Couto, também antigo atleta do clube, pois o boliviano ainda não conhece “os cantos à casa”.

Sem surpresa, o Arouca entrou mais forte que o seu adversário e chegou ao golo à passagem dos 19 minutos, por intermédio de Maurides, que aproveitou a passividade da defesa contrária.

Aos 35 minutos, Tengarrinha (na conversão de uma grande penalidade) empatou a partida, mas no minuto seguinte, Ivo Rodrigues marcou e voltou a colocar o clube visitado em vantagem.

Ainda antes do intervalo, Henrique empatou para os “axadrezados”, que se bateram muito bem perante uma formação teoricamente mais forte e com outras soluções no banco de suplentes.

No início da segunda metade, acontece o lance mais polémico de todo o jogo, quando Henrique volta a colocar a bola dentro da baliza do Arouca, para enorme satisfação de Jorge Couto e dos adeptos boavisteiros, que se deslocaram até ao anfiteatro do Arouca.

Assim que a bola entra na baliza, o árbitro assinala o centro do terreno, validando o golo, mas durante os festejos dos jogadores, o juiz principal fala com o seu auxiliar (que também correu para a linha central) e decidem anular o golo, para enorme desespero dos responsáveis boavisteiros.

Não nos apercebemos de qualquer irregularidade no lance, mas o mais estranho é o árbitro ter validado o golo e depois ter voltado atrás na sua decisão, sem que nada o fizesse prever.

Até ao derradeiro apito de Jorge Ferreira destaque apenas para o golo de Nuno Coelho, obtido através da conversão de uma grande penalidade muito criticada pelos boavisteiros.

Já depois do fim do encontro, Álvaro Braga Júnior (Presidente do Boavista) referiu que a equipa da cidade do Porto ia protestar o encontro, por considerar ter havido erros de arbitragem que influenciaram o resultado do jogo.

Como nestes caso a Liga costuma tocar pelo mesmo diapasão da FIFA, a queixa pode não dar em nada e ficar tudo na mesma, mas fica a intenção e a vontade de mudar o rumo dos acontecimentos.

Após este jogo, o Arouca subiu para o 8º lugar da tabela classificativa, com 16 pontos, mais 1 ponto que Estoril e Nacional, enquanto o Boavista continua na 16ª posição, com 9 pontos e muito perto da zona de despromoção.